Na ativa desde 2013, o Bloco do Caos estreou no cenário com o EP “Singular", em 2015, com destaque para a música "O Mensageiro", que teve as participações de Toni Garrido, do Cidade Negra, e Quino McWhinney, da banda Californiana Big Mountain. A boa repercussão desse trabalho levou a banda a dividir o palco com grandes artistas e a participar de grandes festivais, inclusive fora do país, realizando turnê Europeia em 2016. Em 2017, lançou o álbum "Coalizão dos Indesejados”, com produção de Rodrigo Castanho, vencedor de 3 Grammys Latino, e participações de peso de Tato, do Falamansa, e Vitor Isensee, do Braza. O álbum, que carrega um forte teor político e social, foi pré-indicado ao 29º Prêmio da Música Brasileira, e a principal música de trabalho, “Heróis de Bronze”, além de passar a marca dos 230 mil plays no Spotify, teve seu videoclipe premiado no circuito independente. Em 2018 vimos outra face do Bloco: a banda, que sempre explode energia nos palcos, trouxe canções mais leves e intimistas num formato acústico, e assim surgiu o projeto “Na trilha do Bloco – Boiçucanga”, com destaque para a música “Nuestra Libertad”, gravada em parceria com o cantor paraguaio Daniel Fernández. A música já conta com centenas de milhares de plays e visualizações pela internet. Em 2019, o Bloco lançou a música “Algum Lugar”, que abriu novas portas para a banda. Executada em diversas rádios do país, ganhou versão remix, versão acústica com a participação da banda Maneva, e o clipe, que aborda a importância da educação e da luta coletiva como forças transformadoras da sociedade, ultrapassou as 150 mil visualizações no Youtube. No mesmo ano, veio o single “Palma pra Louco”, o lançamento de maior alcance da banda dentro das plataformas digitais. A música faz crítica direta ao governo federal e traz uma roupagem dançante ao som do Bloco. Ainda em 2019, a banda teve a oportunidade de levar sua música por diferentes lugares do Brasil, com palcos importantes em São Paulo, como o Sesc Belenzinho, a Virada Cultural e o aniversário da cidade. O Bloco do Caos traz letras reflexivas sobre diversos temas, e o som vai do Reggae ao Samba, do Rock ao Rap, do Forró ao Maracatu.

B L O C O   D O   C A O S

Lojinha do Bloco

Que tal sair por aí usando produtos do Bloco? Visite nossa lojinha! =]

REDES SOCIAIS

 
 

AGENDA

1/12

FEV

08

São Paulo/SP

Tropical Butantã - Festival Circuito Reggae

FEV

14

Santo André/SP

Tupinikim # Projeto Especial

22

FEV

São Sebastião/SP

Balneário Praia (Barra do Una) - CarnaDrifter

23

FEV

Itanhaém/SP

Festival Regado a Reggae

INTEGRANTES

passe o mouse

 

DISCOGRAFIA

SINGULAR

EP (2015)

O Bloco do Caos estreia no cenário nacional com cinco faixas que misturam reggae, rock e elementos da música brasileira. A mistura de influências e estilos pode ser percebida na faixa “Herói do Morro”. A banda chega com força total e conta com dois dos maiores nomes do reggae em seu primeiro trabalho. Na canção “O Mensageiro”, Ale Cazarotto, frontman do Bloco, divide os vocais com Toni Garrido, do Cidade Negra, e Quino McWhinney, líder da banda californiana Big Mountain, sucesso mundial desde os anos 90. Além disso, o cantor...

COALIZÃO DOS INDESEJADOS

ÁLBUM (2017)

Atento ao atual cenário político e social do Brasil, a banda paulistana Bloco do Caos não deixou de entrar nas polêmicas que têm dado o tom do debate na imprensa e nas redes sociais. Canções como “Homem de bem”, “Ouro de tolo” e “Servir e Proteger” abordam a hipocrisia, o consumismo e a violência. ‘Coalizão dos Indesejados’ aborda a necessidade de se falar sobre empoderamento de pessoas que historicamente estão à margem da nossa sociedade. A capa do álbum...

EP (2018)

NA TRILHA DO BLOCO #01 -  BOIÇUCANGA

O projeto acústico e intimista “Na trilha do Bloco – Boiçucanga” teve a sua primeira edição gravada na praia de Boiçucanga, em São Sebastião, litoral norte de São Paulo. O projeto se divide em cinco faixas, duas regravações do álbum anterior, “Amor Diferente” e “Canhão de Paz”, uma versão da música “Mãe”, de Emicida, e as inéditas “Nuestra Libertad” — que mostra o Bloco se aventurando com a língua espanhola e o reggae...

SINGLE (2019)

ALGUM LUGAR

"Sem dor não haverá vitória". O refrão de "Algum Lugar", do Bloco do Caos, coloca a luta como a única força transformadora. No clipe, vemos um professor de história limitado por um diretor severo e proibitivo. O educador, no entanto, não se deixa acuar e mostra aos estudantes a beleza do conhecimento. Acompanhamos sua trajetória ao lado de uma de suas alunas, que vê no ensino uma forma de lutar. Em "Algum Lugar", O Bloco do Caos nos convida a refletir sobre os tempos que vivemos no Brasil...

SINGLE (2019)

PALMA PRA LOUCO

Em "Palma pra Louco", o Bloco do Caos desenha uma figura que chega prejudicando uma roda de samba. Alusão crítica ao atual governo do Brasil, a canção é certeira: o Brasil é uma roda de samba diversa, múltipla, e quem chegar a ignorando, sem saber sambar, não terá descanso. O single dançante e questionador, traz uma mistura de ragga, reggae, com fortes elementos do samba e maracatu.....

VÍDEOS

 

FOTOS

 
0

Parceiros:
Rufu's Barber, UK Stúdio, 
Rattu Tattoo, Roots Barber e Arquitetura da Moda.

  • Spotify - Círculo Branco

©2019 by Bloco do Caos. Proudly made by Go On Brasil